Pequenas opiniões sobre quase tudo que servirão para quase nada
Quarta-feira, 31 de Janeiro de 2007
sidney sheldon

Morreu Sidney Sheldon com 89 anos de idade. Obras publicadas:

 



carlos arinto maremoto às 21:47
link do post | comentar | favorito

brisa

Hoje, de manhã, houve um acidente rodoviário na saída da Ponte 25 de Abril, junto ao nó de Alcântara . Um carro despistou-se, galgou o separador e embateu num veiculo, de frente, que circulava em sentido contrário.

A TSF noticiou este acidente cerca das sete e meia e foi dando informação da gravidade do acidente, com feridos graves e encarceramentos. O Transito esteve cortado e só foi possível reatar a normal circulação mais de duas horas depois.

Cerca das dez para a oito, vai para o ar a informação rodoviária da Brisa. Supostamente em directo do centro de controle de tráfego da Brisa. Espanto: Estava tudo a circular com normalidade, com as resistências habituais.

Isto é normal? Isto é justificável? Isto é possível em Portugal?



carlos arinto maremoto às 20:54
link do post | comentar | favorito

a risota

Aquele ministro - inqualificável - que detém a pasta da economia e que é gestor do BES, afirmou na China que Portugal é competitivo pelos seus baixos salários.

Importa-se de repetir? Salários baixos em comparação com a China?

A nossa competitividade não passa pelos baixos salários, como hoje - pensava eu - que era pacifico. As posições do senhor Manuel Pinho são à revelia do que tem afirmado o senhor Presidente da República e o próprio Primeiro Ministro. Bem, temos o ministro da economia que merecemos.



carlos arinto maremoto às 17:42
link do post | comentar | favorito

ano judicial

Começou hoje o ano judicial . Vá lá que ainda foi em Janeiro, para todos os outros o ano começou já no dia dois, mas enfim, calendários são calendários e não vou discuti-los.

Mas pergunto: Para que serve aquilo? A pompa e a circunstancias, além dos euros gastos? Não seria muito mais útil os senhores juízes e magistrados estarem a trabalhar? Ouvimos mais discursos e boas intenções, mas resultados práticos?

Tirar as dividas dos Tribunais, que dizem entope a justiça, pois....combater a corrupção e os delitos de colarinho branco, pois... tornar a justiça mais célere e eficaz , pois...no dia em ficou conhecido o acórdão do Tribunal Constitucional sobre o caso Esmeralda, que para lá estava à dois anos, a aguardar apreciação, pois ...

Muito gostamos nós da "feira das vaidades" e de aparecer nos telejornais. Até o senhor Presidente da Republica pediu descrição, contenção e moderação, pois...

Tanto palavreado e umja sondagem diz-nos hoje que 60% dos portugueses não acredita que a Justiça vá melhorar nos próximos anos, porque será?)



carlos arinto maremoto às 17:36
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Terça-feira, 30 de Janeiro de 2007
parados

Existe um sentimento, muito português, que eu poderia descrever como de "parado" ou de "pasmado".

As pessoas ficam paradas, á espera que a vida mude, que o inesperado aconteça, que alguma coisa de bom aí venha. Ouvem as noticias e criticam, falam com amigos e criticam, mas levantar o cu da cadeira e ir à luta.. fica para depois. Empregados , desempregados e empres á rios, reagem assim porque est á frio, porque est á calor, porque ainda é cedo ou porque j á é tarde.

Telefonar, ir a uma reunião, questionar alguém, procurar saber é sempre um esforço adiado. Mas se lhes perguntarem a opinião sobre um qualquer assunto, respondem com ligeireza é assim e mais assim...desfiando uma quantidade de histórias e de conhecimentos que na pratica não servem para coisa nenhuma.

Ter objectivos é uma coisa difícil em Portugal. Ninguém está interessado. Viver já é um acto, que por si só justifica o esforço e nele se esgota.



carlos arinto maremoto às 19:52
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

o circo, o circulo

A "bomba" de ontem foi a audição de João Nuno Pinto da Costa na Policia judiciária do Porto. Nada interessou mais aos jornalista do que esta audição do senhor Presidente do Futebol Clube do Porto, na qualidade de testemunha - conforme este informou - do que este acto processual normal a qualquer cidadão.

Á saída Pinto da Costa disse que: "Não presto declarações, vão perguntar a quem vos informou de que eu estou aqui".

Hoje, todos os jornais trazem a noticia com os motivos que levaram Pinto da Costa a deslocar-se a um Tribunal para prestar declarações. Se era para saber quem tinha quebrado o segredo de justiça, na detenção ordenada em 2004, agora ter à de haver um outro processo para saber quem quebrou o segredo de justiça, ontem.

A ida a um Tribunal é um acto normal na vida dos cidadãos. Não se pode concluir "olha que aquele foi chamado a Tribunal e por isso deve ser um bom malandro."

O segredo de justiça é uma coisa ridícula , que não serve para nada, a não ser complicar e produzir noticias. Todos os actos dos Tribunais deveriam ser públicos e abertos à curiosidade e informação de quem esteja interessado. Salvaguardadas as óbvias excepções de prejuízo para a investigação. 



carlos arinto maremoto às 09:02
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 29 de Janeiro de 2007
incompetentes

Este fim de semana houve um incêndio em Trajouce , Concelho de Cascais em morreram duas pessoas e vários desalojados. Parece que os Bombeiros não conseguiram apagar o fogo...porque as mangueiras não enroscavam nas bocas de incêndio, devido a incompatibilidades técnicas dos equipamentos.

A situação seria cómica ou ridícula se não estivessem em causa vidas humanas.

Os Bombeiros ainda não perceberam que têm de fazer prevenção, inspeccionar equipamentos e estarem alerta para actuarem com eficácia quando são solicitados. Dizer que a responsabilidade é da autarquia é uma desculpa para a incompetência e para o desleixo a que isto chegou.

Bombeiros e autarquia vivem de costas voltadas e cada um gosta de ser solicitado pelo outro. È a velha guerra das competências, da importância e dos euros.

Os senhores bombeiros não precisam de ser solicitados, compete-lhes actuar preventivamente e alertar a opinião pública para as consequências. Não o fazer é criminoso. Nem a desculpa que não têm pessoal serve. Há por aí muita gente interessada em ser "voluntário", reformados e aposentados que poderiam ser úteis em funções que não comportem actuação de socorro. Mas depois lá se ia a quintinha!

Os nossos Tribunais têm de começar a actuar. O Ministério Público tem de começar a actuar. Tem de haver responsáveis por este tipo de situações. Pessoas com nome e morada e cargos e consequências visíveis . O País do faz de conta - com ordenado garantido - tem de ter os dias contados.



carlos arinto maremoto às 18:51
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

boticas


carlos arinto maremoto às 16:32
link do post | comentar | favorito

euro
A maioria dos cidadãos que vivem na zona euro, 13 dos 27 países membros da União Europeia, consideram que a moeda europeia teve um impacto negativo na economia do seu país, segundo uma sondagem hoje publicada pelo The Financial Times ”.

E nós por cá? Certamente que concordamos. O Euro não vale nada, desaparece, escorrega por entre os dedos. Um café a €o,50 eram cem escudos ( e hoje são já poucos os cafés e restaurantes que praticam este preço) Achamos que tudo está barato, custam poucos cêntimos ou um ou dois euros, mas no fim gastamos mais. Os rendimentos teimam em não subir e os custos, teimam e ganham em crescer, ás vezes em coisas de que nem conseguimos ter a percepção ( Porque é que uma embalagem de 400 gramas de farinha custa €2.49 e duas, com 800 gramas , no conjunto, custa € 5,48?)

Mas valeu a pena. Ou melhor irá valer!



carlos arinto maremoto às 11:20
link do post | comentar | favorito

Domingo, 28 de Janeiro de 2007
ah3
Então este ano temos o AH3, que é um virus gripal. Com um bocadinho de neve, até esteve hoje um dia agradável. Depois da segunda pedra que o Primeiro Ministro José Sócrates ontem colocou em Beja, podemos ficar descansados, o aeroporto vai mesmo para a frente... se os técnicos e os operários, além dos politicos não apanharem o AH3.


carlos arinto maremoto às 19:09
link do post | comentar | favorito

Sábado, 27 de Janeiro de 2007
tem razão

«É essencial passarmos da fase do queixume à acção», declarou José Sócrates, na freguesia do Garvão , concelho de Ourique, após inaugurar uma f á brica agro-alimentar, que produzir á e comercializar á carne de porto alentejana.

José Sócrates tem razão. Esta ser á a grande mudança a concretizar nos portugueses. Uma revolução nas mentalidades. Mais do que estudos, e objecções e lamentos e insatisfação os portugueses têm de ser activos e saber actuar com vista á obtenção de resultados. Mas o estado tem que ajudar!

O anunciado sucesso do simplex " não é visível .

A distribuição dos subsídios para não fazer, tem que acabar.

O enriquecimento ilícito , sem justificação, tem de ser fortemente penalizado.

Os que arriscam e promovem e actuam têm de ser compensados. Empres á rios e colaboradores.

Toda a m á quina do Estado tem de estar a favor dos cidadãos e no pressuposto de que a riqueza nacional é de todos e não só de alguns.

Quem quer trabalhar tem de ter emprego.

Compete ao Governo criar os mecanismos para que a nossa economia seja competitiva e  de qualidade.

O País, somos nós. Se queremos continuar a ser portugueses temos de produzir e melhorar a qualidade competitiva dos produtos portugueses. Trocar produtos por euros é bom, mas trocar a portugalidade por euros é errado ( a terra que est á a ser vendida aos estrangeiros no Alentejo, as industrias e serviços vendidas aos estrangeiros, a produção de gado, agrícola , e piscícola vendida aos estrangeiros - apenas porque os portugueses gostam de euros, mas gostam pouco de trabalhar)



carlos arinto maremoto às 19:22
link do post | comentar | favorito

tendências

É interessante perceber as motivações das pessoas para esta ou aquela decisão.

- O Pão de Açúcar - Auchan - estava a fazer uma campanha de 10% de desconto, nas compras entre um período de algumas horas por dia. O Continente lançou agora um cartão de desconto de 10% sempre, a todas as horas. Como reagem as pessoas a estes estímulos ?

- A moda de ter um monte no Alentejo, está a passar. Existem diversas propriedades abandonadas, pois o custo de manutenção e falta de pessoas interessadas em prestar serviço esporádico na zona, está a levar as pessoas a desinteressarem-se por uma segunda habitação que julgavam serem capazes de possuir.

- Por outro lado cresce um interesse em possuir uma vinha, ou um olival, na mesma região do Alentejo. Mais uma moda passageira?

- Comer nos hotéis das grandes cidades - Lisboa, Porto, Coimbra ou Faro - está a ser um study case. A comida melhorou muito, o serviço é geralmente de self-service e os preços convidativos. Para quem viaja e tem de ter uma conversa de "negócios" começa a ser uma alternativa séria e adequada para um descanso e uma tranquilidade que os restaurantes não oferecem. Aquela mania de se ter sempre uma televisão, aos berros, por cima, ao lado, ou em frente das mesas, não existe num hotel. Os ambientes são limpos e agradáveis. O espaço entre mesas adequado para a conversa.

 

 



carlos arinto maremoto às 09:29
link do post | comentar | favorito

opa
Pois é, a OPA do BCP sobre o BPI vai de mal a pior. Só com muita dificuldade e uma grande reviravolta é que o negócio se poderá concretizar.


carlos arinto maremoto às 09:27
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 26 de Janeiro de 2007
Santana lopes

O Homem disse: "Fui eu que tive dúvidas sobre a decisão do departamento juridico da Cãmara, fui eu que mandei os processos para a Policia Judiciária. A oposição disse que eu não tinha feito e o professor Carmona Rodrigues conseguiu, eu tive dúvidas." E noutras declarações: " A Bragaparques já estava na Camara de Lisboa no tempo de Jorge Sampaio"...

Pedro Santana Lopes prepara a sua "vingança" fria, gelada e com sabor. Aguardemos.



carlos arinto maremoto às 17:31
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 25 de Janeiro de 2007
eusébio
Eusébio da Silva Ferreira faz hoje 65 anos. Então já pode ir para a reforma?


carlos arinto maremoto às 18:01
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

frio
Se tem estado frio, vai ficar pior. A meteorologia diz que amanhã, sexta-feira, será o dia mais frio com temperaturas abaixo de zero. Mas o frio que obriga aos agasalhos e ás pessoas dizerem que  - não me lembrava de um ano tão frio como este! vai ficar até o fim de semana.


carlos arinto maremoto às 17:37
link do post | comentar | favorito

referendo

A técnica é conhecida: gera-se a confusão e sai-se de mansinho como se nada fosse. Funciona sempre!

No caso do referendo , dito do aborto, a confusão está instalada. Já não se sabe o que significa a pergunta, nem em que é que se ira votar. Para complicar diz-se que o referendo não é vinculativo. Ora se não serve para nada....??? ou para muito pouco....abstenção!

Os argumentos de parte a parte têm sido falaciosos e de baixo truque. Não se procura esclarecer, mas sim ganhar adeptos. Mais uma vez grande questão é: que sociedade queremos? Com que padrões morais? Com que grau de liberdade? Com que sistema de igualdade ou desigualdade, entre classes sociais?

Educar, prevenir, responsabilizar, moralizar, edificar, melhorar, garantir, gerar qualidade ... parecem ser vocábulos, meras palavras. Para além das industrias e dos negócios associados ( onde se incluem os políticos e os vendedores de banha da cobra) alguém estará, verdadeiramente interessado na questão?

Tenho - muits - dúvidas.



carlos arinto maremoto às 09:35
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Em Lisboa

Querem-nos tomar por parvos? Ser á

Existe uma investigação na Câmara de Lisboa, levada a cabo pela Policia Judici á ria. Para além dos respons á veis da autarquia afirmarem que a mesma foi efectuada a pedido da própria Câmara , o que não me parece verdade, pois não me parece que a PJ faça investigações a pedido, existem opiniões muito diversas sobre a mesma investigação.

A iniciativa de uma queixa com pedido de investigação partiu de Santana Lopes, que me parece ser uma personalidade diferente de Carmona Rodrigues á frente da CML.

- O vereador S á Fernandes diz que a autarquia não tem condições para prosseguir o seu mandato.

- O vereador Fontão de Carvalho (vice-presidente) diz que est á tudo normal, sem qualquer problema e que as buscas - mesmo nos domicílios dos vereadores - são um acto "normal". É normal que os vereadores levem para casa dossiers e cópias de processos da Cãmara?

- A vereadora do urbanismo, constituída arguida, pondera colocar o lugar á disposição (reacção politica) que Fontão de Carvalho diz ser normal - a constituição de arguida - para poder ir ao processo. O que é verdade!

- Manuel Maria Carrilho já "bateu asa" eventualmente demarcando-se das trapalhadas da gestão Camar á ria.

- Os "casos" na CML sucedem-se. Uns a seguir aos outros. Pelo meio a falta de esclarecimentos que S á Fernandes diz solicitar e não lhe serem prestados.

H á aqui qualquer coisa que me escapa.

Se est á tudo normal e as diversas trapalhadas em que a Câmara se tem visto envolvida são apenas maldade dos jornalistas falta concerteza um departamento de Relações Públicas e de Comunicação ao executivo para esclarecer as dúvidas e a forma pouco digna como a CML anda nas bocas do Mundo. Onde por mais discursos que os vereadores e o seu Presidente emitam, se fica, sempre, com a sensação de que ... nada daquilo é o que parece, nem parece o que é



carlos arinto maremoto às 01:13
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

gutenberg
Project Gutenberg é o nome de um site com livros que podem ser descarregados electronicamente. Funciona, por voluntariado. Veja como aqui.


carlos arinto maremoto às 00:58
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 24 de Janeiro de 2007
tá bonito, tá

O advogado Ricardo Sá Fernandes foi vítima de um duplo assalto ao seu escritório e à sua residência. Depois de, ontem de manhã, a residência de Sá Fernandes ter sido arrombada e roubada, esta madrugada o escritório do jurista foi também assaltado.

Os assaltantes levaram computadores com informações sobre os vários casos que Sá Fernandes tem em mãos enquanto advogado. E roubaram também jóias, relógios e outros objectos de valor de casa do jurista que esteve por detrás da denúncia do caso Bragaparques e é irmão do vereador do Bloco de Esquerda na Câmara de Lisboa José Sá Fernandes. 



carlos arinto maremoto às 17:44
link do post | comentar | favorito

contador
MAREMOTO
pesquisar
 
Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


textos recentes

Memória

suão

Projecto

actualização de imagem

A flor do cacto

UM AUTOR EM BARBAS

Um livro que não existe! ...

O Velho e o Mar

Aquela Janela

Um postal dos CTT com est...

arquivos

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Junho 2016

Janeiro 2014

Março 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

tags

todas as tags

links
alô planeta terra

localizador ip
hora de inverno
hora de verão
contador
a partir de:
28.03.2010