Pequenas opiniões sobre quase tudo que servirão para quase nada
Sábado, 30 de Junho de 2007
hipocrisia?

O senhor Director do Centro Cultural de Belém, António Mega Ferreira, até pode ter razão: com o espaço ocupado pela colecção da Fundação Berardo, pouco espaço resta para outras exposições. Mas então porque é que o não diz? Isso de se armar em vitima e dizer que a questão das *bandeiras* foi um fait divers, tendo ganho o dinheirinho, até ser expulso, é bom para o próprio, mas muito mau para a saúde intelectual dos portugueses. E se não está de acordo, porque é que não se demite do Centro Cultural de Belém? O dinheirinho faz-lhe falta, é? Não quer ofender ninguém? É bom ser yes man, desde que o deixem?

 



carlos arinto maremoto às 21:25
link do post | comentar | favorito

o ridiculo
O episódio da destituição da directora do Centro de Saúde de Vieira do Minho, veio cobrir de ridiculo um Ministro, já de si mal visto, pelas justificações atabalhoadas que apresentou. Mas pior do que isso é que os factos que deram origem a essa *justificação* ocorreram em Agosto do ano passado. Um ano para tomar uma decisão? Deve ser uma coisa mesmo grave, não?


carlos arinto maremoto às 21:19
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 26 de Junho de 2007
radares

A questão dos radares em Lisboa não estã a funcionar porque a Comissão que, juridicamente, se deve pronunciar sobre a legalidade dos mesmos, ainda o não fez.

Ridiculo?

Não! É como em Portugal tudo não funciona. Com calma, com decisões arrastadas, com nims.

Se a velocidade proposta é baixa - creio que 60 km/hora -  e é, também não é inadmissivel que existam veiculos a circular a 180/200 quilómetros/hora. (segunda circular e vinte e quatro de Julho..por exemplo)

António Costa sugeriu que a 24 de Julho deve ter a circulação restrita, durante a noite, no número de faixas disponiveis. Como é que vai fazer isso? Mais um grupo de funcionários a colocar barreiras, à noite, e a retirá-las pela manhã?

Com campanhas de sensibilização não se vai lá, já se percebeu. Pela força da multa? Também não me parece! Pela desmotivação, criando obstáculos nas vias? Parece-me rebuscado.

Então o que é que nos resta?

Ter o bom senso de criar fiscalização e penalizações adequadas, mas também prevenir com acções de moderação às atitudes mais enraizadas nos hábitos dos portugueses ( beber sem pensar que depois se vai conduzir, acelerar para mostrar capacidades de afirmação, etc) o que só se consegue com uma permanente colocação de operação stop na cidade, durante o dia e a noite, com intuitos preventivos, disciplinadores e didáticos, sem a arrogancia das medidas repressivas imediatistas.

A existência de brigadas nas estradas e na cidade, pela sua mobilidade e visibilidade, retraem os condutores e promovem mais cautelas, por parte dos condutores, é preciso é que estes agentes de fiscalização sejam bem formados e não existam só para multar.



carlos arinto maremoto às 11:31
link do post | comentar | favorito

bandeiras

Mega Ferreira não quis colocar as bandeiras do museu Berardo no CCB no exterior do Monumento, aquando da inauguração da exposição "Colecção Berardo - Arte Moderna e Contemporãnea", acusa o Comendador Berardo.

Joe Berardo acusa igualmente o director do CCB, Mega Ferreira, de não se ter empenhado na exposição, nem no contacto com os fundadores, por isso pede o seu afastamento de *membro fundador.

Desde a inauguração às 21Hoo até às nove da manhã, a exposição foi visitada por 12.000 pessoas.

 

E depois...Mega Ferreira, em comunicado ( ou carta enviada ao Comendador, onde está a verdade?) apresentou a demissão.



carlos arinto maremoto às 11:02
link do post | comentar | favorito

fumadores

Continua, por aí, o debate, que agora vai a aprovação de Lei, a questão dos fumadores.

Quem protege os fumadores dos não fumadores?

A pergunta parece estúpida?

Mas então eu tenho que levar com os não fumadores, porquê? Eu estou calmamente sentado, num espaço público, a fumar um cigarro. Vem um não fumador e senta-se a meu lado. Porquê?

Não tem mais nenhum sitio para onde ir?

Com a Lei que agora vai a votos - com aprovação garantida - os fumadores estão a ser perseguidos o que é inconstitucional. Se querem não fumar, que vão para o local em que não existam fumadores. Até a sombra dos não fumadores me incomoda, tão limpinhos, tão higiénicos, tão saudáveis... eu quando me misturo com os não fumadores, tomo banho antes e não fumo. Largem-me! Deixem-me fumar à vontade, que não quero incomodar, mas por favor, não me incomodem também. Cada macaco no su galho. Querem os galhos todos só para eles? Altruismo?

Não fumar nos locais de trabalho? ok!

Não fumar em locais de não fumadores? ok!

 

Mas temos de ter liberdade para fumar ou não fumar. E não venham com as *salas de chuto para fumadores* quem nunca se interessou pelo problemas dos toxicodependentes- de drogas duras ou de alcool ou ainda de viciados em medicamentos de farmácia - não pode vir reivindicar  parvoices de higienização: TIREM-ME OS NÃO FUMADORES DE CIMA!



carlos arinto maremoto às 10:58
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito

moderno e contemporãneo

A inauguração do espaço dedicado à colecção Berardo, mo CCB, teve ontem casa cheia. As pessoas vestiram-se a rigor para ver as obras, mesmo que os continuem a insultar chamando-lhes *povo*. Muitos jovens, em t-shirt, muitos entusiastas das artes e da cultura, embora os continuem a insultar, chamando-lhes *povo*.

Em frente, um grupo de personalidades e membros do Governo, em trajes mais selectos - com direito a passadeira vermelha e a corte de transito, em todo o largo fronteiriço ao Mosteiro dos Gerónimos - jantava após a inauguração da exposição. Embora tenha sido insultado pelo chamamento de *elite temporária*.

 

A noite estava agradável.

O fogo de artificio foi agradável, mas a animação por dj competente não se notou.

A colecção, bem distribuida e orgulhosa, deixou-se ver, expondo as suas potencialidades de fazer de Lisboa uma porta aberta para a cultura contemporãnea.

Os catálogos (folhetos) da exposição são pobrezinhos. A forma de identificar as obras, no circuito da exposiçaõ é discutivel. As obras são monumentais e muito belas, com um cruzamento entre grandes artistas internacionais, e grandes artistas portugueses internacionais. Está ali um pouco - talvez o mais significativo - da expressão plástica e dos movimentos culturais - do Portugal do século XX.

 

A não perder, seguramente.

Dinheiros à parte. Uma colecção e uma actuação meritória do comendador Joe Berardo.



carlos arinto maremoto às 09:48
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 25 de Junho de 2007
sete

Sete maravilhas na blogosfera.

Vote em: 
http://osentidodascoisas.blogspot.com/

 

é uma votação como outra qualquer. E porque não?



carlos arinto maremoto às 19:49
link do post | comentar | favorito

referendo?
...Os povos e as nações da Europa têm que começar a perceber que não existe o direito a dizer que "não", só podem dizer "sim". E se ousarem dizer "não" haverá sempre um truque qualquer para os fazer passar por dizer "sim". Isto não vai acabar bem.

José Pacheco Pereira, em O Abrupto.

 




carlos arinto maremoto às 19:43
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

grande dia?

Então é hoje, que o País, embasbacado, vai poder admirar a colecção de arte do comendador Berardo. Sim, senhor, anda um homem a perder 7,5 milhões de euros por ano (contas do Comendador, uma vez que a colecção está avaliado em 265 milhões de euros e esse montante, a juros? em investimento? seria rentável em 7,5 milhões de euros- eu não fiz as contas, porque não sei lidar com esses lucros, mas é o que diz o senhor Berardo, que investiu numa colecção de arte antes de investir no futebol)) e ainda há quem diga que o negócio foi ruinoso para o Estado?

Pelo menos as despesas e os *prejuizos* do senhor Berardo têm a vantagem de colocar o País a falar de pintura e de fotografia e de escultura... em vez de... sei lá, a crise financeira das familias? Por exemplo! O aeroporto de Lisboa? as bicicletas que os candidatos à CML querem fazer subir e descer colinas? às corrupções de uns politicos que partem e repartem? aos problemas dea migrações? à sujidade de jardins, ruas e parques? ao desvario do Porto de Lisboa que fecha a cidade ao rio? às questões da  Presidência Europeia que começa em Portugal?

 

Na colecção Berardo, em exposição no CCB, estarão 245 obras, de um total de 862 que constituem a colecção. A entrada é gratuita, hoje e amanhã, custando cinco euros a partir de quarta-feira.

Até 31 de Dezembro a entrada aos domingos é gratuita e para os "funcionários públicos e para os sócios dos clubes de futebol da primeira liga" será de borla, até ao final do ano.



carlos arinto maremoto às 12:00
link do post | comentar | favorito

Domingo, 24 de Junho de 2007
reparem, pf.

Só hoje reparei no excelente grafismo do blogue Grande Loja do Queijo Limiano ( http://grandelojadoqueijolimiano.blogspot.com/ )

 

Excelente artigo sobre os Rolling Stones. A ler, antes e depois do concerto de Alavalade.

 

Nota- Como continuo sem poder colocar link - por razões que ainda não consegui solucionar, fica, mesmo assim.



carlos arinto maremoto às 22:31
link do post | comentar | favorito

observando

Olhando para as pessoas constacto que:

Na provincia - o interior rural - as pessoas cumprimentam-se, trocam impressões, falam da sua vida, conhecem-se umas às outras, têm opinião sobre os assuntos.

Nas cidades passa-se o inverso com vários perversões:

1- As pessoas fazem de conta que não se conhecem. Ignoram-se. Não se cumprimentam, olham sempre para os vizinhos com estranheza como se os vissem pela primeira vez.

2-As pessoas não falam da vida, mas falam para se gabarem. A conversa não existe, existe o ruido de tentar fazer barulho criando imagens de conflito e prepotência.

3- As pessoas não trocam impressões, procuram impressionar. Na maioria dos casos demonstram a sua ignorãncia, afirmando-se pela propaganda de clichés.

4- As pessoas não têm opinião sobre nada. Impôem a sua visão das coisas.

Mas sabem tudo o que se passa à volta ( no prédio, no bairro, na empresa) Exibem-se ( o carro, a roupa, o brinquedo dos miudos, etc) embora se refugiem em casa procurando uma distancia que lhes dá o conforto de terem razão.



carlos arinto maremoto às 21:54
link do post | comentar | favorito

expliquem lá

Confesso que estou confuso:

1- O que vai fazer a Presidência portuguesa na União Europeia, até ao final do ano?

2- Que coisa é aquela do *sucesso* alcançado com um tratado, ou mini-qualquer coisa?

3- Vai haver referendo sobre alguma coisa parecida com uma Constituição Europeia, ou não? Porquê?

4- Durante a Presidencia portuguesa, o Governo Português continua a Governar Portugal?

E a oposição?

5- O que significa, hoje, somos europeus? E somos?



carlos arinto maremoto às 11:07
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

mal sabia eu...

Quando no meu post anterior questionava que curso profissional devem ter os politicos para exercerem a actividade, estava longe de pensar que a resposta já estava dada.

Pois é o curso de *manhosice*!

Advogado serve, engenheiro também, arquitecto idem, se só tiver o 12 ano serve igualmente. Aquela coisa de fazer "ciências politicas" não ajuda nada.

 

E a resposta foi dada pelo senhor Marques Mendes:

 

Estando os seus vice-presidentes a demitirem-se todos haveria que substitui-los. Para isso faz-se uma eleição, que o Partido é democratico. Mas qual não foi e espanto, quando se verifica que os boletins de voto apenas contemplavam uma opção: SIM

A primeira reacção foi da Presidente da Mesa,Manuela Ferreira Leite:

- Então e o não? e o... bastenho-me?

È SIM ou nada!

 

A opçao é não votar, ou invalidar o voto,mas, como só contam os votos expressos válidos?.... a percentagem (que se gosta sempre de apresentar, como se aquilo quisesse dizer alguma coisa) dá eleição garantida por números elevados. E depois temos sempre aquela interpretação: se não votaram é porque estavam de acordo e nem valia a pena expressar opinião!!

Pois é! Bonito! Manhosice saloia. Esperteza brava de manso?



carlos arinto maremoto às 10:51
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

profissões

Há profissões e profissões? Há actividades e actividades.

O padre que foi detido quando se preparava para dizer num baptizado "em nome do Pai, do Filho e do Espirito Santo"é revelaor de que para tudo é preciso "canudo". Este padre era falso porque não estava habilitado, pelas autoridades eclesiasticas competentes para exercer o sacerdócio. E agora, os que casou e baptizou, vão ter de repetir o acto?

Um pintor da construção civil, um pedreiro, um montador de esquentadores tem de possuir habilitação própria para exercer a sua profissão? Tem!

Um funcionário público tem de ser qualificao para estar no cargo? Tem!

E um politico? Qualquer curso serve?

 

 



carlos arinto maremoto às 08:55
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sábado, 23 de Junho de 2007
aponte, sff

No próximo dia 8 de Julho será inaugurada a Ponte da Leziria - entre o nó do Carregado e o nó da Leziria - com uma portagem de € 1,25.

José Sócrates fará a inauguração, só para convidados, não vá aparecer por lá o povo a assobiar, ou a vaiar, ou a dizer coisas inconvenientes.

Depois, haverá *lanche* na ponte e concertos de musica: José Cid e The Gift.

E o Tejo fica com mais uma ponte.



carlos arinto maremoto às 12:59
link do post | comentar | favorito

se...

A Polónia tem sido a *ovelha negra* do debate europeu, sobre todas as coisas e mais algumas.

Se a Alemanha não tivesse morto tantos Polacos ( na segunda guerra mundial) a nação polaca teria hoje mais gente do que tem! disse o Primeiro Ministro Polaco. Logo mais importancia nas negociações, mais votos, mais dinheiro...

Mas que raio de argumentação é esta!!!???

 



carlos arinto maremoto às 09:21
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Lisboa

A ideia que fica deste tempo arrastado sobre a possivel gestão futura, dos candidatos à Camara de Lisboa, está-se a tornar ridicula. E a campanha ainda nem começou.

Helena Roseta andou, ontem, de olhos vendados - com uma máscara comprada numa sex-shop? - a percorrer algumas ruas de Lisboa e a dizer que é preciso calcetar as mesmas. Grande ideia!!!!

Fernando Negrão vai-se eclipsando enquanto o candidato do PS - sem esforço - é apretesentado como vencedor.

O CDS-PP e o Bloco correm o risco de não serem eleitos.

A abstenção aumenta, nas intenções de voto.

Carmona Rodrigues, entrevistado na TSF, parece um cordeirinho, que não é responsável por nada e está confiante que vai ganhar, tendo como meta atingir a maioria que lhe deu a Camara, hà dois anos, com quase 43% dos votos dos lisboetas. Esta confiança absurda ( embora bem colocado nas sondagens) deixa-nos a pensar que o sistema politico de eleição dos responsáveis camarários está profundamente errado.

A CDU cai para niveis baixos, numa demonstração de um valor que -correspondendo à sua real dimensão na autarquia - os socialistas são os primeiros responsáveis pela ideia de que é diminuta, pois sempre fizeram coligações, empoladas, com esta força politica de um vereador.

 

Na prática ficamos com a ideia de *alguém anda a brincar com a vida e o dinheiro dos portugueses" e que tudo não passa de uma fantochada, de mais uns quantos que se querem governar com o sacrificio e a o dinheiro dos portugueses e dos lisboetas em particular.

 



carlos arinto maremoto às 09:08
link do post | comentar | favorito

flexifunções

O fim de semana começou, ontem, com o anúncio de mais uma, duas...três, acusações.

Uma para Pinto da Costa e outra para Vale e Azevedo.

Di-se-á que é o resultado do *processo apito dourado* e do trabalho de Maria José Morgado a aparecer, mandando reabrir processos arquivados e analisando melhor - sobre outra perspectiva e motivação - coisas que a justiça já tinha dado como concluido, mas que agora voltam a um melhor esclarecimento dos factos.

 

Já o caso do "ex-professor de José Sócrates - é assim que o caso tem sido apresentado - deixa muitas dúvidas e interrogações.

Desde logo, porque passaram onze anos sobre a data dos factos.

Depois porque não se percebe qual a razão da acusação: favorecimento de empresa em concurso? desvio de dinheiros? Má gestão? ( Recorde-se que a acusação tem a ver com a adjudicação de uma estação de tratamento de residuos na Cova da Beira - zona desertificada do País e na influência da Camara Municipal da Covilhã, onde José Sócrates é técnico a tempo inteiro - quando José Sócrates era Ministro do Ambiente(?) Tráfego de influências?

Depois pelo facto - este notório e muito publicitado de o arguido ter sido o professor que ministrou as quatro cadeiras da polémica, no caso da licenciatura do Primeiro Ministro.

Isto de uma mesma personagem ter diversas funções, saltar de cargo para cargo e de ser interveniente um pouco em tudo o que diz respeito à coisa pública é de desconfiar ou é um percurso normal, numa carreira profissional e académica?

 

Tem razão o advogado do arguido. Finalmente vai-se poder esclarecer o assunto! Embora se conteste que onze anos para formular uma acusação não abona a favor de qualquer investigação.



carlos arinto maremoto às 08:50
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sexta-feira, 22 de Junho de 2007
prece

Hoje é sexta-feira.

Senhor! Fazei com eu não diga mal do Governo, nem do Primeiro Ministro, nem de nenhum dos ministros, assessores e demais pessoas que compoêm a Função Pública.

Livrai-me igualmente de dizer mal da oposição. (Mais cedo ou mais tarde ela será Governo)

Ajudai-me a não dizer mal dos jornalistas, nem de todos aqueles que contribuem para a noticia.

Que a minha boca não se abra para a critica à blogosfera, nem os meus dedos se atrevam a escrever desvarios alimentados pela mesquinhês e pela inveja.

Aproveito para pedir a benção para a minha epopeia de fim de semana: estar sereno e tranquilo, poder ler um bom livro, escutar boa musica e tratar das flores do meu jardim.

Obrigado! Desculpe o incómodo.



carlos arinto maremoto às 15:47
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

aprecie isto

Aprecie este evento:   http://www.afundasao.com/html/2007/afundasao_7encontro.htm (lamento não conseguir colocar o link, por isso vai mesmo assim.´

Trata-se de um evento erótico e cultural. Alternativo?



carlos arinto maremoto às 12:19
link do post | comentar | favorito

contador
MAREMOTO
pesquisar
 
Agosto 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
22
23
24
25
26

27
28
29
30
31


textos recentes

Memória

suão

Projecto

actualização de imagem

A flor do cacto

UM AUTOR EM BARBAS

Um livro que não existe! ...

O Velho e o Mar

Aquela Janela

Um postal dos CTT com est...

arquivos

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Junho 2016

Janeiro 2014

Março 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

tags

todas as tags

links
alô planeta terra

localizador ip
hora de inverno
hora de verão
contador
a partir de:
28.03.2010