Pequenas opiniões sobre quase tudo que servirão para quase nada
Sábado, 7 de Abril de 2012
o português de Portugal

  Aqui vai uma explicação muito pertinente para uma questão actual:
  A jornalista Pilar del Rio costuma explicar, com um ar de catedrática no
  assunto, que dantes não havia mulheres presidentes e por isso é que não
  existia a palavra presidenta... Daí que ela diga insistentemente que é
  Presidenta da Fundação José Saramago e se refira a Assunção Esteves como
  Presidenta da Assembleia da República.
  Ainda nesta semana , escutei Helena Roseta dizer : «Presidenta!»,
  retorquindo o comentário de um jornalista da SICNotícias, muito segura da
  sua afirmação...
  A propósito desta questão recebi o texto que se segue e que reencaminho:
  Uma belíssima aula de português.
  Foi elaborada para acabar de uma vez por todas com toda e qualquer dúvida
  se temos presidente ou presidenta.
 
  A presidenta foi estudanta?
  Existe a palavra: PRESIDENTA?
  Que tal colocarmos um "BASTA" no assunto?
  No português existem os particípios activos como derivativos verbais. Por
  exemplo: o particípio activo do verbo atacar é atacante, de pedir é
  pedinte, o de cantar é cantante, o de existir é existente, o de mendicar é
  mendicante... Qual é o particípio activo do verbo ser? O particípio activo
  do verbo ser é ente. Aquele que é: o ente. Aquele que tem entidade..
  Assim, quando queremos designar alguém com capacidade para exercer a ação
  que expressa um verbo, há que se adicionar à raiz verbal os sufixos ante,
  ente ou inte.
 
  Portanto, a pessoa que preside é PRESIDENTE, e não "presidenta",
  independentemente do sexo que tenha. Se diz capela ardente, e não capela
  "ardenta"; se diz estudante, e não "estudanta"; se diz adolescente, e não
  "adolescenta"; se diz paciente, e não "pacienta".
 
  Um bom exemplo do erro grosseiro seria:
  "A candidata a presidenta se comporta como uma adolescenta pouco pacienta
  que imagina ter virado eleganta para tentar ser nomeada representanta.
  Esperamos vê-la algum dia sorridenta numa capela ardenta, pois esta
  dirigenta política, dentre tantas outras suas atitudes barbarizentas, não
  tem o direito de violentar o pobre português, só para ficar contenta".


carlos arinto maremoto às 08:26
link do post | comentar | favorito

contador
MAREMOTO
pesquisar
 
Janeiro 2018
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12

14
15
16
17
18
20

21
22
24
25
26
27

28
29
30
31


textos recentes

...

luzidio obscuro e sagaz

Peregrinação

Novo ano, ano novo

O adeus

O tempo adormece

apelo à contenção - natal...

as dolinas (do meu parafu...

Oumuamua

ÔNFALO

arquivos

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Junho 2016

Janeiro 2014

Março 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

tags

todas as tags

links
alô planeta terra

localizador ip
hora de inverno
hora de verão
contador
a partir de:
28.03.2010