Pequenas opiniões sobre quase tudo que servirão para quase nada
Sexta-feira, 22 de Junho de 2007
salão erótico

Está a decorrer, em Lisboa, o Salão Erótico, com a presença de várias *artistas* porno mundiais.

Parce que o mais *interessante* que por lá se exibe, são ####uma gajas nuas### na opinião de uns jovens ouvidos pelos jornalistas de um jornal da manhã.

A ser assim, é pouco!

Parce que a maior parte dos visitantes leva cãmara de filmar e/ou de fotografar e *passam a vida* a tirar fotografias, para depois mostrarem aos amigos.

Em nenhuma das edições anteriores visitei o evento, e este é já o terceio. Confesso que até gostava de ir lá ver o que se passa, quanto mais não seja para ter uma opinião.

Existem espectáculos e feitura de filmes pornográficos ao vivo. Lojas com produtos sexuais ( as vulgares sex-shops) e venda de filmes e tudo que se relaciona com a *industria sexual*.

Tantos parêntises deixam-me apreensivo. Industria? Sexo? Gajas nuas?

Afinal não podemos passar a vida a dizer, lá fora é que é bom, fazem isto e aquilo, e quando por cá se faz idêntico, sa calhar melhor, ignorar.



carlos arinto maremoto às 12:07
link do post | comentar | favorito

arraiais

Ao dar uma volta pelas noticias, pelas informações e pelos eventos programados descubro um sem númeo de arraiais, que - antigamente - eram populares. Muito bem, sabe-se que tudo o que seja de`*comer e beber* tem sucesso garantido.

Devo andar muito distraido ou saturado ou exigente, porque acho que isto do "vamo-nos divertir e beber uns copos" é coisa de malandro perguiçoso e não descortino o resto do interesse em visitar Feiras e Exposições que pouco acrescentam ao que já existe por todo o lado em qualquer supermercado.

Ontem, estive na PIMEL, em Alcácer do Sal. Que coisa pobrezinha! Era certamente possivel fazer melhor. Até a oferta dos produtos da região (mel e pinhão) era reduzidissima. Uma desilusão!



carlos arinto maremoto às 11:43
link do post | comentar | favorito

eta

O aparecimento de um carro, com matricula portuguesa, em Ayamonte, carregado de explosivos faz pressupor que existe utilização do território nacional para as movimentações da ETA.

Este carro - alugado numa rent-a-car portuguesa -transportou os explosivo para uma cidade espanhola fronteiriça, desconhecendo-se os objectivos da operação, mas não custa, perceber que poderá estar em preparação um* atentado de verão* em zona turistica, aquém ou além fronteira, é igual.

Para este uso indevido do território português, poderá haver locais em Portugal, que sejam abrigo dos terroristas e fornecedores que alimentem a máquina do terrorismo Ibérico, bem como o seu transporte e organização logistica.

Os atentados terroristas, são uma questão global, e mesmo no caso dos atentados Ibéricos - por razões autonómicas locais - são inadmissiveis. Um qualquer atentado da ETA em Espanha, também diz respeito a Portugal.

Esperemos os resultados da investigação da nossa policia.



carlos arinto maremoto às 09:24
link do post | comentar | favorito

verão

Alguém me explica porque é que ainda faltam 22 dias para a votação das intercalares em Lisboa? Faz sentido tanto tempo a discutir coisa nenhuma?

Alguém me explica porque é os jogos de futebol agora acabam *todos* a pontapés de baliza, da marca de penalty?

Alguém me confirma se realmente começou, ontem, o verão?



carlos arinto maremoto às 07:26
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 21 de Junho de 2007
tgv

Foi apresentado o processo de financiamento do TGV, com a presença de um membro do Governo - a secretária dos Transportes.... que disse que o processo ainda não foi apresentado....ao Governo. Perceberam? Eu também não!

 

A propósito o TGV tem paragem na OTA, para fazer uma paragem em Alcochete vai ser muito dificil. (secretáia de Estado disse)



carlos arinto maremoto às 19:21
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

o rato

Apareceu um rato morto no Tribunal da Boa-Hora e todos ficaram *baratas tontas*. Um rato morto incomoda mais as juizas ou os juizes? Não há condições! exclamaram. Pois não! Concordamos.Até os ratos se dão mal nos Tribunias portugueses, com tanto processo ali ao dente, devem morrer envenenados.



carlos arinto maremoto às 19:13
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 20 de Junho de 2007
crime! disse ele!

"José Sócrates apresentou uma queixa-crime contra o blogger António Balbino Caldeira devido ao conjunto de textos que este professor de Alcobaça escreveu sobre a sua licenciatura em Engenharia Civil na Universidade Independente (UnI)" segundo relatam, hoje as noticias.

Terá sido, neste ambito que António Balbino Caldeira foi notificado telefonicamente, e depois por fax - a pedido deste.

Não deixa de ser surpreendente que José Sócrates tenha apresentado queixa crime, contra um blogue e não contra todos os jornais e jornalistas que sobre o assunto escreveram e editaram textos, opiniões e comentários.

Será interessante seguir com atenção o desenrolar do "processo".



carlos arinto maremoto às 16:01
link do post | comentar | favorito

grafites
Um blog com graffitis


carlos arinto maremoto às 11:58
link do post | comentar | favorito

portucale

Surgiram, hoje, diversas noticias que dão membros do actual governo, associados ao processo de licenciamento e andamento da Obra do empreendimento do BES, chamado Portucale.

Nessas noticias nada de novo se acrescenta, sendo apenas uma dúvido e uma suspeição, com a capa de *concluido o relatório da Policia Judiciária existem governantes do PS implicados*

O que é que isto quer dizer?

Nada!

É como funciona o jornalismo em Portugal, nem nomes, nem provas, nem...nada, apenas que houve pessoas escutadas e que existiram pressões. Pois, então, não haveriam de existir? Mas onde está o crime? Quando é que se deixa de ter a ideia de que os politicos e os investidores são inocentes?

Bem faz o Joe Berardo que ainda hoje dizia aos microfones de uma rádio:

- Eu invisto na bolsa para ganhar dinheiro. Qual é o problema?



carlos arinto maremoto às 11:24
link do post | comentar | favorito

conclusão

1- O facto de *serem todos eleitos* - que é verdade - retira credibilidade às soluções que cada um possa ter. Estamos, portanto, apenas a escolher, quem será o Presidente. Não para ser aquele que manda mais, mas apenas para ser o rosto e o factor de coesão de uma equipa.

2-Como é que se faz gestão com tantos a mandarem?

3- Mais do que o executivo municipal, mandam em Lisboa diversas e multipla entidades: desde logo o Governo. Depois a Carris, depois o Porto de Lisboa( só para dar três exemplos) cada uma destas entidades faz o que quer e não se submete ao executivo camarário. Muitas outras existem.

4-As *grandes soluções para Lisboa* passam por espaços fora de Lisboa: localização do aeroporto, parques de estacionamento, localização da sede de empresas que fazem deslocar trabalhadores.

 

A unica ideia válida de um executivo que se preze será assim implementar o ordenamento do transito e as multas de estacionamento, a recuperação dos prédios, a limpeza da cidade e a gestão dos seus imensos funcionários.

- Cultura já percebemos que não faz parte dos programas. Até o Parque Mayer e a Feira Popular são temas menores.

O rio Tejo está ausente do debate, quer como paisagem, quer como proposta para qualquer coisa.

E ficamos todos a discutir os buracos de terrenos onde é possivel construir ( e especular) em Lisboa.

 

Destas eleições não irá resultar nenhum executivo forte e *fazedor* mas apenas um executivo que cometendo os erros do costume, ou outros, irá fazer a gestão corrente dos negócios habituais da Camara, até às eleições daqui a dois anos.

 



carlos arinto maremoto às 07:32
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 19 de Junho de 2007
debate 3

Fernando Negrão: Não retirar o aeroporto, de Lisboa, seria um crime para cidade de Lisboa.

Lisboa sozinha não pode resolver a questão dos transportes em Lisboa. Tem de haver uma autoridade metropolitana.

António Costa: Aeroporto com capacidade de acompanhar o aumento dos turistas em Lisboa. O essencial é ter um acesso cómodo, rápido e barato.

Carmona Rodrigues: É mentira que eu tenha defendido a OTA enquanto ministro.

Rubem de Carvalho: inquestionavelmente a favor da manutenção da Portela. O Poder Central condiciona fortemenet a vida da cidade.

Telmo Correia: Defende a solução Portela mais um (Montijo) desde o tempo de João Soares.

Contra as salas de chuto e a proposta de António Costa dos casamentos gay.

Helena Roseta: esverdear a cidade, colocar bicicletas em Lisboa. Mudança de atitude dos cidadãos.

Sá Fernandes: electricos rápidos e articulados.



carlos arinto maremoto às 23:34
link do post | comentar | favorito

debate 2

Carmona Rodrigues: Apostar nas pessoas e na familia. As dividas da Camara passaram a fazer parte das contas da Camara, o que não acontecia antes.

Fernando Negrão: Existe falta de organização nos serviços.

Helena Roseta: Não estamos em tempo de grandes projectos, mas de acunpulcultura urbana. Pelouro do urbanismo com todos os vereadores em vez de um só.

António Costa: Os seis anos de gestão do PSD são a descaracterização da cidade. Existe uma incapacidade de decisão. Investir na simplificação. Simplex para Lisboa (simplix) existe uma crise de crebilidade tão grave como a crise financeira.

Sá Fernandes: Atrair 50.000 pessoas para Lisboa. Dar qualidade de vida às pessoas. Reabilitar os espaços publicos. Criar estacionamento para residentes.

Telmo Correia: O dr. António Costa saiu do Governo, ma o Governo não saiu dele. os projectos especiais tem de ser o das pessoas em casa de cada um.

Ruben de Carvalho: A cdu e o PCP têm a fama e proveito de ser organizada. Nestes últimos dois/três anos houve irregularidades e complacência.



carlos arinto maremoto às 22:53
link do post | comentar | favorito

debate 1

António Costa: o inocente. Reduzir as despesas. Má gestão. Disciplina,competência e boa gestão.

Helena Roseta: vamos todos ser eleitos. O Governo não cumpre a Lei, já devia ter intervido na Camara, como não o fez... os trabalhadores do lixo da Camara são um Terço das Forças Armadas portuguesas.

Carmona Rodrigues: está tudo bem.É dificil, mas qual é o problema?

Telmo Correia: Privatizar o lixo. Privatizar a EMEL. Incluindo os trabalhadores.

Fernando Negrão: Gabinete de apoio à presidencia com assessores politicos despropositados. A Camara não sabe o património que tem.

Sá Fernandes: Fui eu que denunciei... A Camara é caloteira, deve a quem trata dos sem abrigo. Como é possivel a EMEL que cobra serviços dar prejuizo? Rentabilizar património.

Ruben de Carvalho: Os trabalhadores ganham em média oitocentos euros e têm contratos a prazo há dez anos.



carlos arinto maremoto às 22:30
link do post | comentar | favorito

lisboa

A SIC Noticias transmite, hoje, um debate - o primeiro? - com os principais candidatos à Camara de Lisboa.

Sendo Lisboa a Capital do País, e sendo as eleições de Lisboa uma questão nacional pelo que de politica nacional existe -  porque é que não é feito este debate em sinal aberto?

Lima Duarte dizia, hà pouco, na mesma sic noticias, que nenhum dos principais candidatos ainda apresentou uma ideia *de rasgo* sobre a cidade ou sobre a forma como os portugueses querem ver o seu futuro...em Lisboa e no País.

 

Nota- Perfeitamente de acordo com a forma como a sic noticias defendeu a sua opção eleitoral de apenas fazer o debate com os *principais* intervenientes, isto é, com os que possuiam já (na anterior legislatura autarquica) representação, como vereadores, acrescido dos independentes.



carlos arinto maremoto às 21:46
link do post | comentar | favorito

poceirão

Hoje fiquei o dia todo sem fala... vai haver uma plataforma logistica, no Poceirão (ouvi um autarca dizer que não é no Poceirão, é mais ali ao lado, mas lá próximo) com um investimento de quinhentos milhões de euros... no Poceirão?

Primeiro: Não sei o que é uma plataforma logistica.

Segundo: Então querem acabar com o deserto? Tá mal. Um deserto tem de ter a sua dignidade, ausência de escolas, de hospitais, de gente... num deserto "jamais". Ou será que pelo facto de agora todas as propostas que sejam apresentadas - para estudo, para estudo - já são boas? Do "jamais" ao "toujours"??? Influencias da Ségolène? Agora que senhora está livre o nosso ministro Mário Lino já anda a treinar o francês.



carlos arinto maremoto às 18:21
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Segunda-feira, 18 de Junho de 2007
ota

Será que o termo OTA rima com otário?

Parece que sim.

Como se está a desenhar a hipótese Alcochete é um fogo de vista para garantir:

1- Que o candidato António Costa vença as eleições a Lisboa, sem grandes exposições sensiveis, e desnecessárias(na opinião do Governo). E sem uma ideia original, até agora.

2- Que o Primeiro Ministro seja considerado flexivel e não intrasigente.

3- Que o ministro "jamais" seja esquecido. ( A memória em politica é fraca, e depois vem aí o verão)

 

Mas existem aqueles chatos do costume, sempre a dizerem coisas inconvenientes.

 

Vejam lá que agora se lembraram de dizer que a opção Portela+1 não havia sido considerada e que a mesma deveria ser ponderada.

Hipótese que nem o PSD ousou propor, (afinal as clientelas do PS e do PSD sao as mesmas) Repararam que foi o Frasquilho do PSD e não o Marques Mendes que veio a correr dizer que o Partido estava de acordo com os estudos das hipóteses diferentes da Ota?

 

Até o norte veio dizer - Rui Moreira, Presidente da Associação Comercial do Porto - que foi afastado do estudo Alcochete, porque era mais fácil o Governo dialogar com a CIPdo que com a CIP e o ACP. Com a CIP que apenas queria o estudo a fazer um levantamento ambiental de uma alternativa, previamente negociada, para criar um intervalo de descanso de seis meses a uma barreira de criticas já em clima um pouco ensurdecedor.

"Jamais, jamais", o deserto, o deserto.

O norte? Senhores! Então o aeroporto é o de Lisboa ou é o de Portugal? Bem, o dinheiro é de todos os portugueses, não são os lisboetas que pagam a Obra. Mas isso agora não interessa nada.Ou interessa !???



carlos arinto maremoto às 19:38
link do post | comentar | favorito

tertúlias

Leio no Blog "Da literatura" que os blogues são hoje o espaço que antigamente era ocupado pelos cafés - onde um grupo, mais ou menos coeso, mais ou menos flutuante,se juntavam para trocar ideia, dixutir um filme, falar de um livro ou opinar sobre a politica e o Mundo.

Estou de acordo. Hoje ninguém se junta nos cafés. Até porque não há lugar para estacionar o carro, e para um pequeno encontro que se fazia para beber uma bica, indo a pé, agora se fazem três chamadas de telemóvel e depois acaba por não acontecer, porque temos de ir a correr para outro lado, voltar a não beber café, nem conversar,mas voltar a atender uma chamada de um fulano qualquer que quer saber se estamos bons e se o fim de semana foi agradável.

Estes "encontros" telefónicos, no meio do transito, ou de uma qualquer situação mais ou menos embaraçosa, acaba invariavelmente na promessa ( que não é para cumprir) de qualquer dia temos de nos juntar para almoçar e pôr a conversa em dia.

 

Os blogues são as novas tertúlias? Pois serão! E ainda bem que o são.

 

Faço parte de um "circulo cultural" que pretende fomentar alguns encontros ao jeito de tertúlia, e sei como é dificil concretizar esse objectivo. "era para ser este mês, mas fica para o mês que vem."

O objectivo deste "circulo" é dizer poesia, ler uns textos, falar da vida, tocar e ouvir musica, ver uma exposição, etc... mas o que - mesmo assim - junta os seus animadores é.... e tem jantar incluido.

 

Pelo menos lá nos conseguimos reunir de vez em quando," beber uns copos" falar sobre as aventuras de cada um e criticar os que ainda vão tentando fazer qualquer coisa. Pois que os que não fazem nada estão isentos (faz parte dos estatutos) e como noite da má lingua parce-me terapeutico.

 

 



carlos arinto maremoto às 12:20
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

choldra

Li hoje - num jornal dário -a frase: "vivemos, cada vez mais, numa choldra, num sitio cada vez mais mal frequentado." e fiquei a pensar...

 

1- De facto quando, ainda à pouco tempo me sentava num café a ler o jornal e a tomar o café da manhã o público que por ali entrava e saia era essencialmente constituido por pessoas que vinham tomar o pequeno almoço: um copo de leite, um galão, um café, um bolo, um pão com manteiga, um rissol, etc. etc. .. cada um seguia à sua vida. Dois dedos de conversa com colegas de trabalho, uma vista de olhos sobre o jornal e ... até logo, que se faz tarde.

 

2- Verifico que agora, nesse mesmo local o publico que frequenta o estabelecimento mudou. Maioritáriamente é constituido por pessoal com a barba por fazer, bebem um matini, um whisky, vinho do porto e não comem nada. As conversas são sobre futebol e ficam mais tempo pelo balcão ou em grupo no exterior do estabelecimento. E são sete da manhã.

 

3- Depois pensei que o artigo de Eduardo Prado Coelho do Público de hoje é sobre a gorda e papuda,Margarida Moreira, directora da Dren que manda instaurar processos disciplinares por acusações recebidas por sms.

Que o Jacinto Capelo Rego é um benfeitor do Partido do senhor Paulo Portas, mas pede recibo a comprovar o donativo

Que o professor Caldeira foi constituido arguido pelo que escreve no blogue "Do Portugal Profundo".

Que Portugal foi eliminado nos sub 21 e até a feijões perderia, se os outros ganhassem, embora se esteja eufórico porque vai jogar para o apuramento para os jogos olimpicos.

Que a trapalhada pelo dossier *novo aeroporto de Lisboa" sobre de trapalhada em cada dia que passa, numa estratégia concertada para nos tomarem por parvos.

Que os candidatos às eleições intercalares autarquicas para Lisboa, ainda não mostraram uma ideia com pés e cabeça para a cidade, diferente, do muito que já se disse sobre Lisboa e as suas dificuldades e problemas urbanisticos e de qualidade de vida.

Que Lá Féria vai ficar a dever a meio mundo, agora na cidade do Porto, mas a fazer espectáculos muito giros que a classe social média-alta aprecia.

Que Pinto da Costa não é culpado de nada do que o acusam e Carolina Salgado uma *mulher sem vergonha* tem amigos muito suspeitos.

Que Joe Berardo lançou uma falsa OPA só para ajudar o amigo Luis, que de gestão percebe tanto como o homem do lixo de geotermia.

Que os portugueses que vão à Letónia são rapazes muito bem comportados.

Que como está a chover, este ano, os fogos florestais ainda não começaram e portanto mérito do ex-ministro que deixou tudo preparado para que isso acontecesse.

Que o ajuntamento de grávidas, de ontem em Oeiras, é um acontecimento muito importante para o País.

Que as aulas estão a terminar e aquilo de que os profesores fazem alarido é sobre a violência escolar, não dizendo nada sobre aproveitamento ou ausência dele.

 

 

4- Bem, chegei à conclusão de que realmente, vivemos numa choldra cada vez mais mal frequentada.O jornal tem razão!



carlos arinto maremoto às 08:17
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

fast-food

Numa noticia sobre a hipótese de a União Europeia criar legislação restritiva à publicida sobre a alimentação fast-food ( leia-se hamburgers com maioneses e chetchup) - a fim de não estimular o crescente número de crianças obesas -como é que os meios de comunicação ilustram a noticia?

""" com uma tosta mista"""

Dizer que comer humburgers em excesso,  e batatas fritas e beber coca-cola faz mal à saúde, que horror! pode lá ser. Os miudos gostam tanto...



carlos arinto maremoto às 08:13
link do post | comentar | favorito

ségolène

Qual foi a grande novidade da segunda volta das eleições legislativas francesas?

- Ségolène já não vive maritalmente com o senhor François Hollande!

Nem mais!

Que o Partido de Sarkosy - UMT - ganhou? Pois, ganhou!  Embora a nossa esquerda se esforce por dizer que a esquerda francesa *resistiu bem*. Quem parece que não resistiu foi Ségolène, que num livro a publicar na próxima quarta-feira faz a história da sua campanha, fracassada, para a Presidência francesa.

Portanto franceses e todos os latinos em geral. A senhora Ségolène é agora uma pessoa sem "companheiro", mas uma mulher linda! Aos 53 anos de idade. Tem chame a politica francesa.

 

Como curiosidade veja a forma como alguns orgãos de comunicação deram a noticia:

""""Ex-candidata presidencial francesa separa-se do líder do PS"""

Se o ridiculo ou a estupidez matassem-se estes *escribas* estariam sepultados.



carlos arinto maremoto às 06:16
link do post | comentar | favorito

MAREMOTO
pesquisar
 
Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


textos recentes

A exposição

love is all you need

pisca-pisca

Macaréu

zunido

invisivel

retorno a Babel

Coluna de Hércules

A mão que dá

os tempos

arquivos

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Junho 2016

Janeiro 2014

Março 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

tags

todas as tags

links
a partir de:
28.03.2010