Pequenas opiniões sobre quase tudo que servirão para quase nada
Domingo, 20 de Março de 2011
nuclear em Portugal

A guerra fria começava a aquecer e a luz azul brilhava pela primeira vez em Portugal. Estávamos em 1961 e o reator nuclear português, às portas de Lisboa, nascia à luz do programa norte-americano Átomos para a Paz.

E foi naquele mesmo ano que chegou a Lisboa a primeira remessa de combustível - urânio altamente enriquecido, a 90% -, para que a cisão nuclear acontecesse pela primeira vez em Portugal.

O reator português foi construído exclusivamente para fins de investigação científica, e assim se manteve até hoje. No Instituto Tecnológico e Nuclear (ITN) trabalham 300 pessoas, das quais 70 são investigadores.

Montalvão e Silva, presidente do ITN, garante que, se a questão do nuclear um dia se colocar, Portugal está "bastante bem preparado, com gente muito competente na matéria".

Partir átomos debaixo de água

A piscina tem nove metros de profundidade e as paredes de betão de alta densidade que ladeiam o reator têm dois metros de espessura. Lá no fundo, sensivelmente a oito metros da superfície, os átomos são escaqueirados (dá-se a cisão nuclear) e libertam ondas de choque que produzem aquela luminosidade azulada.

"Na verdade, o que ali está a acontecer é que partículas carregadas de eletrões e positrões estão a ser libertadas na água e viajam nela a uma velocidade superior à da luz. Daí aquele efeito luminoso ao longo de vários centímetros." A explicação é dada por José Marques, responsável pela operação do reator. Nota ainda que a água serve para arrefecimento do reator e é também uma "excelente" protecção radiológica.

Por outro lado, sublinha, a água desempenha ainda a função de moderador, "para que a cisão seja eficiente".

As radiações libertadas são depois utilizadas pelos investigadores para vários tipos de aplicações, nomeadamente em análises por ativação de neutrões. Uma das mais recorrentes é a análise de metais pesados na atmosfera. Mas também já se trabalhou ali para grandes laboratórios internacionais.

 

Fica às portas de Lisboa, em Sacavém. Foi inaugurado em 1961, custou um milhão de dólares e contou com o apoio dos Estados Unidos.

 (retirado do jornal Expreso on-line)



carlos arinto maremoto às 18:46
link do post | comentar | favorito

Sábado, 19 de Março de 2011
pec XXI: ano 2013



carlos arinto maremoto às 17:50
link do post | comentar | favorito

O Papão

O Papão dos tempos "àrasca" chama-se Pedro Silva Pereira.

Quem tem medo do lobo mau?

Este senhor não se farta de anunciar que sem o PS, e sem as medidas "irresponsáveis" do PS este País vai ao fundo.

(cortar nas pensões de reforma de € 300,00 é ser responsável?)

(dizer que 300.000 pessoas recebem o complemento solidário para idosos - e que está tudo bem, até são idosos com rendimento capaz - quando há 1.000.000 com pensões abaixo dos € 400.00 é ser responsável?)

 

É o momento.

È o lider da oposição.

É a nossa imagem.

É tudo e mais alguma coisa.

 

Menos:

- não informar o PR

- não informar o lider da oposição

- não informar os portugueses

- cortar onde não deve

- reduzir o iva do golf de 23% para 5%

- não reduzir o preço dos medicamentos

-

 

e ainda:

não prestar atenção à manifestação do passado dia 12

 

Pedro Silva Pereira

- um nome a reter para sabermos que cargo público irá ocupar, depois da saida do Governo.

(antigamente chamava-se "tacho", mas a expressão está em desuso.

 

 



carlos arinto maremoto às 11:36
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 18 de Março de 2011
o terror

O PS passou á fase do terror.

Se o governo do ps cair - por culpa dos malandros que não o apoiam - vai ser o caos:

- os portugueses ficam sem o subsidio de férias.

- sem o telemóvel.

- sem os 150 canais de televisão.

- sem ordenado minimo de € 500,00

- sem paizinho

......

os portugueses ficam orfãos, desprotegidos e entregues à irresponsabilidadee de umas eleições.

Onde é que eu já ouvi, vi e senti isto?

 

O inferno anunciado pelo engenheiro e seus ministros é realmente de meter medo a um cego.

Afinal o senhor engenheiro ainda não percebeu o que é uma democracia.

 

lamentável.



carlos arinto maremoto às 08:33
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 17 de Março de 2011
à prevenção

Como todos os Governos que estão "quase,quase,quase" a cair - isto é a sairem de cena, este - socialista e socrático - deve estar a entrar numa fase de grandes despachos governamentais que garantam que os jornais tenham trabalho durante alguns anos, após terem deixado a sua pegado no País e na nossa ingeniudade e boa-vontade.

É preciso aprovar e deixar bem entrelaçado os casos mais problemáticos e de garantia.

Afinal, o futuro acautela-se hoje.

Se josé Sócrates não voltar para Primeiro Ministro - e existe esse risco - irá para onde?

Temos de começar a pensar já em tratar do rapaz, tão novo e com tanta habilidade, ainda tem muito para dar ( ou vender)

(eu não o quero no meu quintal - xô! também não lhe quero mal...que tal ao pé do Sampaio? ou do Ferro Rodrigues? - castigo,castigo era ao pé do Manuel Maria Carrilho, tendo por vizinho o Louçã.

 

 



carlos arinto maremoto às 16:50
link do post | comentar | favorito

o que é isto?

Um governo que anuncia que os medicamentos vão baixar de preço.

E que uma semana depois, anuncia...

que afinal não vai haver descidas nos preços dos medicamentos,

é...

- um governo trapalhão?

- um governo mentiroso?

A ministra Ana jorge é uma ministra, competente? Em quê?

 

Felismente este governo é só até à próxima quarta-feira.

 

Uiii, que medo do fmi e de ficar sem 13 mês e sem salário mínimo. Ui que medo. O papão vem aí e come tudo.

 



carlos arinto maremoto às 10:36
link do post | comentar | favorito

Quarta-feira, 16 de Março de 2011
...

"Importa que os jovens deste tempo se empenhem em missões e causas essenciais ao futuro do país com a mesma coragem, o mesmo desprendimento e a mesma determinação com que os jovens de há 50 anos assumiram a sua participação na guerra do Ultramar".

 

Ele disse isto?

-Absurdo.

 

O responsável por esta afirmação é hoje Presidente da Republica de um pais que vive em democracia à 35 anos.

Há 50 anos vivia-se em ditadura, sem opções de escolha, num dos paises mais atrasados da Europa.

 

Sinto-me envergonhado. Peço desculpa pela irresponsabilidade das palavras.

Os jovens que estiveram na manifestação de sábado passado não podem ter o "desprendimento e a coragem" dos que foram obrigados a ir combater - os pretos? os turras? - em Angola, Moçambique e Guiné.

 

Desculpem as senilidades. São dias, o pior é que são, às vezes, todos os dias.



carlos arinto maremoto às 19:22
link do post | comentar | favorito

a inutilidade

Hoje, naquela coisa inutil e sem préstímo que dá pelo nome de "abertura do ano judicial" foi um fartote de vilanagem.

Pior é impossivel.

Muito gostam eles de fatiotas, cumprimentos e discursatas, para além de uns chapéus ridiculos e umas capolanas maçónicas.

Em vez de estarem a trabalhar estão a gozar com o pagode - que lhes paga.

 

Como parece que o Governo já tem colapso marcado para o dia em que o parlamento vai chumbar os seus desejos de patriotismo, ficamos mais descansados. Nada do que foi prometido hoje será para fazer. E tudo o que tem sido escondido poderá ser revelado.

 

 

 



carlos arinto maremoto às 19:11
link do post | comentar | favorito

Terça-feira, 15 de Março de 2011
pois já.



carlos arinto maremoto às 16:12
link do post | comentar | favorito

day after

Depois do discurso vazio, de ontem, ao País, aos portugueses e à nação, o nosso Governo gere a queda como uma pena ao ser embalada pelo vento, entre o céu e o chão.

Ao ler os jornais de hoje fico com a impressão de que é uma questão de tempo.

Claro que o PS já está em campanha eleitoral ,para dizer que é inocente e que agora é que ia ser, e que os malandros são os abutres que querem o Poder. Claro que o PS já tem solução para a geração "deolinda" e para os "homens da luta" e para os reformados.



carlos arinto maremoto às 09:43
link do post | comentar | favorito

Segunda-feira, 14 de Março de 2011
não se demite

O nosso Kadafi não se demite. Os insurrectos são uns irresponsáveis.

Às armas.

O nosso Primeiro prefere ser corrido.

As medidas são só para o Estado? Então eu que nunca tive nada a ver com o Estado sou prejudicado, reduzido e agravado, porquê?

Deve ser por tabela, por ricochete ou porque é mentira.



carlos arinto maremoto às 20:40
link do post | comentar | favorito

remake foleiro

Extraido, com a devida vénia, e sem autorização, do blogue "da literatura"

 

 

Setembro de 1968. Indiferente ao tombo de Salazar no Forte do Estoril, ocorrido a 3 de Agosto, o Who’s Who nacional acotovela-se durante dois dias nas festas Schlumberger e Patiño. A incapacidade do ditador não comove o regime: a festa Patiño coincide com a transferência do velho para o Hospital dos Capuchos. As filhas de Tomás não hesitam: entre conhecerem Rothschilds, Pahlavis e Rockefellers no baile do tycoon boliviano ou fingir que se interessam pelo desfecho da melindrosa operação do Presidente do Conselho, vão para Alcoitão ver de perto Soraya, Yul Brynner, Gina Lollobrigida, Curd Jürgens e outros que tais. Vinte dias depois Caetano substitui Salazar.

Março de 2011. Indiferente ao tumulto da rua, o Beautiful People acotovela-se durante três dias na Moda Lisboa para ver Salazar, Faísca, Buchinho, Dourado e os outros. No Terreiro do Paço, Manuel Maria Carrilho disputa com Lili Caneças a atenção dos fotógrafos de sociedade. No Rossio, Joana Amaral Dias é vaiada pelo povo à rasca.
 
É impressão minha ou estamos a assistir a um remarke foleiro????


carlos arinto maremoto às 19:37
link do post | comentar | favorito

acertem os relógios

Sócrates fala às 21H00....

...na Alemanha.

(os assessores andam atarefados a traduzir o texto que Sócrates vai ler nas televisões- não, não para alemão, é do alemão)

no inglês técnico é o nosso ...ainda primeiro ministro - ainda são 19H34m horas locais, aqui em Portugal - muito bom, agora alemão, nem arranha, como faz ao castelhano.



carlos arinto maremoto às 19:32
link do post | comentar | favorito

...

A única maneira que o governo PS tem de sair com alguma razoabilidade da situação que criou é anunciar - às 20H00 nos telejornais - a sua demisssão.

Depois de Marcelo rebelo de Sousa, de Pedro Passos Coelho ( pela voz de António Capucho) e do conselho de ministros extraordinário.... só resta a demissão.

É evidente que o PR não lhe vai perdoar a desconsideração.

É evidente que o governo não quer levar à Assembleia da Republica a votação das medidas que apresentou em Bruxelas.

(embora Vieira da Silva tenha vindo, hoje, dizer que...claro, claro que vai à assembleia da republica)

 

Não acredito que Sócrates se sujeite a apresentar uma moção de confiança.

Seria um vexame ser reprovado e exonerado.

 

 

Porque é que a policia mandar andar uma paralisação?

Uma paralisação é parado, não é?

Mais uma vez são os camionistas a derrubar um governo? Cavaco até se ria.

 



carlos arinto maremoto às 19:16
link do post | comentar | favorito

Domingo, 13 de Março de 2011
chernobyl

Devagar, devagarinho ainda vamos ter um (esperemos que apenas) mini-chernobyl.

Cada vez que oiço declarações a dizerem-me que fique tranquilo, mais preocupado me sinto.

(parece que uma segunda central nuclear ( Onagawa) apresenta problema, lá no Japão, e por causa do sismo)

A verdadeira dimensão dos problemas da primeira central a cosntituir noticia ainda está por apurar e revelar.



carlos arinto maremoto às 19:07
link do post | comentar | favorito

Sábado, 12 de Março de 2011
manif

São quatro da tarde, a terra ainda não tremeu, aqui pelos meus lados. Será que a manifestação está a correr bem?

(havia os professores em plenário para avaliar a Ministra da Saúde - e a da geração à rasca)

Vejo imagens do tsunami no Japão.

Não me parece que se possa fazer uma comparação entre os dois fenómenos: um natural outro inventado por quem quer um emprego no Estado, depois de ter tido bolsa e ajudas para o estudo do curso que livremente escolheu.

A vida é precaridade, dir-lhes-á qualquer aspirante a sacerdote.

 

Cinco horas: A cabeça da manifestação chega ao Rossio, em Lisboa

A policia diz que estão na manifestação 50.000 pessoas.

Os organizadores 100.000 pessoas.

No Porto a geração diz-se povo à rasca. (50.000 pessoas para a policia e 80.000 para os organizadores)

 

Primeiro resultado da manifestação: onde estão as razões e os motivos da manifestação?

 

A organização havia pedido que cada um escrevesse numa folha A4 os motivos porque estava na manifestação. (ao geito de slogan, frase curta)

Parece que a ideia não colheu.

Vejo imagens da manifestação de Lisboa: muita gente com cãmaras fotograficas. Para mais tarde recordar. Para colocar no youtube?

 

Muita musica de intervenção e o hino nacional.

laica, apartidária e pacifica: o mais sublinhado, para caracterizar a manifestação.

 

Entretanto (18h30) já aumentaram o número de presenças para 200.000. É claro que é um exagero. Uma parvoice.

O que não retira importancia à manifestação à rasca.

Até porque um sinal, dos mais importantes: não são só os jovens que estão à rasca.

Há aqui várias gerações à rasca.

Os reformados com baixas pensões.

Os pais e avós.

 

conclusão: o sinal que os jovens, os adultos e os idosos - afinal os portugueses - deram foi de que o Governo não pode ignorar a realidade, que esta é insustentável, que existe vida para além dos partidos politicos, que a sociedade está viva e tem viatalidade. Que o futuro não será igual ao que tem sido até aqui. E porquê? Porque sim!

 

No final do dia, e após os telejornais o número de manifestantes em Lisboa era calculado em 300.000 a que se acrescentavam 80.000 no resto do País.

Uma coisa foi certa:

- Não houve partidos politicos

- foi mais do que uma manifestação de jovens, foi-a de todas as gerações, de todos os portugueses fartos da actual situação, dos politicos, da corrupção, da falta de justiça ou do atraso dela, da ausência de cuidados de saúde, da educação à pressão e por fax, dos negócios acima da Lei e da ausência de ética, moral e hanradez nas relações sociais e de contrato.

 

 

 

 



carlos arinto maremoto às 16:38
link do post | comentar | favorito

Sexta-feira, 11 de Março de 2011
estrela da amadora

O clube que era para acabar e não acaba, continua a dar que falar.

Também é só o que dá: que falar.

O clube que já tem pouca gente, nenhuns sócios, poucos atletas, um resto de treinadores e muitos enganados. Que tem as instalações degradadas e o prestígio abaixo de cão - tem muitos "engravatados" a trocar ideias, projectos e salvação.

A Cãmara da Amadora continua a dizer que o chão onde está o campo de futebol não vai servir para habitação ou centro comercial.

E diz bem.

1º porque tem sido com zonas verdes e parques desportivos que o PS tem ganho a Cãmara na Amadora. Agora que Joaquim Raposo está de saida, por loimite de mandatos, há que mantê-la com obra emblemática.

2º Porque estando tudo penhorado o que é que o estrela tem para oferecer?

- Nada!

O bingo ( única actual fonte de receita) já deveria estar fechado, se neste país, as leis fossem para serem cumpridas. ( o tribunal decretou a falência, logo cumpra-se)

Então o que é que o clube Estrela da Amadora anda a fazer?

- A encanar a perna à rã.

- A mandar jogadores para outros clubes também não, pois não podem ir - estamos a meio da época.

- A pedir aos pais para pagarem do seu bolso as despesas de deslocação dos jogadores.

- A criarem islusões dizendo que se vai criar um novo clube de futebol.

 

Pois que seja, como tantos outros que se criaram na Amadora, com origem em treinadores e dirigentes oriundos do estrela.

Será para começar por baixo, lentamente e com paciência. Poderá até ser com o apoio da Cãmara, se esta pagar as despesas e interceder com a sua capacidade de "tapar buracos", como já hoje faz com o amavita foot, ou com o Amadora foot - dois clubes que não sendo nada, querem ser coisa grande, mas precisam de crescer.

Claro que ao travar a especulação imobiliária a Cãmara da Amadora está a criar as condições para que estes clubes possam ter um espaço de treinos e de jogo, libertando o Monte da Galega.

A pergunta é: quanto é que isso pode custar aos contribuintes da autarquia?

 

Como tudo o que acontece ou não acontece neste pais, vai-se gerindo, vai-se levando, vai-se fazendo o que "já devia estar feito"

Menos o que deve ser feito: tratar do assunto, sem andar a adiar, a arrastar a iludir.

 

O Estrela da Amadora acabou.

Viva o Estrela da Amadora.

 

 

 



carlos arinto maremoto às 17:17
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

ah!ah!Boa

Pensões acima dos €1.500 mensais vão pagar uma contribuição especial.

Lá está "outra" geração à rasca !!!!

Pena é que estes ( idosos, pensionistas e reformados) não saibam valer os seus direitos, fazendo valer a sua voz.

Convidar o Marco Paulo para bandeira musical do protesto?! Hum, não me parece boa ideia.

Jubilado???? Puffff!

Emérito!!!?? Pufff!!

Hão-de morrer como os outros!

 

 



carlos arinto maremoto às 11:25
link do post | comentar | favorito

Quinta-feira, 10 de Março de 2011
pois sim

O Braga ganhou.

O Porto ganhou

O Benfica ganhou.

E eu preocupado com os "sobressaltos civicos" do presidente da Republica.

Vivam os "homens da luta" e quem os apoiar.

está quase na hora de corrermos com os Kadhafis cá do sitio: não é Rui Pedro Soares?!?

Não é Luis Figo? ( não te perdouo aquele pequeno almoço pago com um contrato de 800 mil euros)

Não é senhor Armando?

 



carlos arinto maremoto às 23:19
link do post | comentar | favorito

acabou!

O regime de Kadhafi acabou: disse Luis Amado, ministro dos negócios estrangeiros portugueses.

O Presidente da Republica acabou com a unidade entre portugueses: disse Ana Gomes, terrorista do PS

O Sporting Acabou: ninguém o disse, mas muito boa gente está a pensá-lo.

O dinheiro para o mês acabou... e ainda hoje é dia 10.



carlos arinto maremoto às 11:43
link do post | comentar | favorito

MAREMOTO
pesquisar
 
Dezembro 2019
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


textos recentes

love is all you need

pisca-pisca

Macaréu

zunido

invisivel

retorno a Babel

Coluna de Hércules

A mão que dá

os tempos

livraria do mondego

arquivos

Dezembro 2019

Novembro 2019

Outubro 2019

Fevereiro 2019

Janeiro 2019

Novembro 2018

Outubro 2018

Setembro 2018

Agosto 2018

Julho 2018

Junho 2018

Maio 2018

Abril 2018

Março 2018

Fevereiro 2018

Janeiro 2018

Dezembro 2017

Novembro 2017

Outubro 2017

Setembro 2017

Agosto 2017

Julho 2017

Junho 2017

Janeiro 2017

Dezembro 2016

Junho 2016

Janeiro 2014

Março 2013

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008

Julho 2008

Junho 2008

Maio 2008

Abril 2008

Março 2008

Fevereiro 2008

Janeiro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Setembro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Junho 2006

Maio 2006

Abril 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

tags

todas as tags

links
a partir de:
28.03.2010